• O Espiritismo é tão velho quanto o mundo

    Interfaith-vedasAs crenças na imortalidade da alma e nas comunicações entre os vivos e os mortos eram gerais entre os povos da Antiguidade.

    Mas, ao contrário do que acontece hoje, as práticas pelas quais se conseguia entrar em relação com as almas desencarnadas eram o apanágio exclusivo dos padres, que tinham cuidadosamente monopolizado essas cerimônias, não só para fazerem delas uma renda lucrativa e manterem o povo em absoluta ignorância quanto ao verdadeiro estado da alma depois da morte, como também para revestirem, a seus olhos, um caráter sagrado, pois que só eles podiam revelar os segredos da morte.

    Encontramos nos mais antigos arquivos religiosos a prova do que avançamos.

    Os anais de todas as nações mostram que, desde épocas remotíssimas da História, a evocação dos Espíritos era praticada por certos homens que tinham feito disso uma especialidade.